CULTURA


Currículo Artístico do Poeta Forrozeiro Edson Azevedo

Nome: Edson Lincoln de Azevedo
Nome Artístico: Edson Azevedo
Data de Nascimento: 16/10/1961
Natural de Campina Grande – PB.
E- Mail: edsonazevedo_jp@hotmail.com
 Edson Lincoln de Azevedo, artisticamente conhecido por Edson Azevedo, natural de Campina Grande, Jornalista, Radialista, musico, cantor e compositor com um vasto repertorio de composições próprias  procurou sempre se influenciar nas musicas de Luiz Gonzaga, Jacson do Pandeiro, Antonio Barros, Ceceu, Pinto do Acordeon, Messias Holanda, Elino Julião e muitos outros. O artista já marcou presença e com um excelente grau de aceitação por parte do publico onde apresentou-se como associações de bairros, universidade em programas de Rádio e televisão e dividiu palcos com cantores como João Gonçalves, Amazan, Biliu de Campina, Genival Lacerda, Tom Oliveira e teve suas composições gravadas por grupos de forró como Abdias do Acordeon, Pedro Fialho, João Gonçalves, Marcelino José, e Chico Ribeiro e é um grande defensor da preservação da identidade musical nordestina no cenário nacional.

Em 1994 o cantor João Gonçalves em uma das faixas do seu CD e gravou uma musica de sua autoria intitulada “É Bom Recordar”.

Em 1995 o próprio cantor João Gonçalves já gravou 07 (sete), musicas de sua autoria foram elas “ Sua alegria é No Rabo ”  “ Ela Não Tem Pregas ” “ Ferro Nela ” “ Você Vai Entrar na Vara ” “ O Dedão do Meu Amigo ”  “ Elas Vão de Bois “ e  “ Segura o Boi Tico “ onde participou cantando em uma das faixas do CD.

Em 2005 o cantor Abdias do Acordeon, gravou uma musica de sua autoria intitulada “Troque o Capacete”.

Em  2005 o cantor João Gonçalves gravou mais 06 (seis), musicas de sua autoria: “Denuncia” – “O Pão do Pobre” – “To Fora” – “Vendedor de Nabo” – Jararaca” – “Fuzuê”  Também com a participação com voz em uma das faixas.

Em 2006 novamente o cantor João Gonçalves Gravou mais 07 (sete) musicas de sua autoria foram elas “Suspenda Os Ovos” – “Vou Enrolhar Sua Boca” – “Marcas da Violência” – “Vai dar Bode” – “Dois Pitocos” – “Raspa, Rasga Tira e Corta” – “Sou Moderno” atuando como produtor fonográfico e executivo.

Em 2008 mais uma vez o cantor João Gonçalves Gravou mais 07 (sete) musicas de sua autoria foram elas “Pé Enganador” – “Cuidado com o Barbeiro” – “Bom e Perigoso” – “To Dando Nó” – “O Linguarudo” – “Quando Lico Mia” – “Por Minhas Raízes”, também como produtor Executivo.

Em 2009 novamente João Gonçalves Gravou mais 07 (sete) musicas de sua autoria foram elas “Ninguém Merece” – “Vamos Catar Cocos” – “Na Vez do Condor” – “Sem Pão Não Dá” – “Casca e Nó” – “Pense Graúdo” – “Parabéns João Pessoa”, atuando também como produtor e fotos da capa.

Em março de 2009 Edson Azevedo gravou seu primeiro CD com 16 faixas e todas as letras de sua autoria intitulada “Comendo os Dedos” com a participação em uma das faixas do cantor João Gonçalves seu grande incentivador onde fez uma homenagem ao artista considerado o Rei do Duplo sentido.

Em 2009 a artista Hayllen Gonçalves gravou 02 (duas), Musicas de sua autoria em seu CD intitulado Adeus Solidão  foram elas “Comendo Os Dedos” – “Lei da Vida”.

Em 2010 João Gonçalves Gravou mais 07 (sete) musicas de sua autoria foram elas “Coisa Gostosa” – “Forró e Bicho Bom” – “Pecado Cabeludo” – “Segura o Rojão” – “Praia e Forró” – “Cabeça Oca” – “Desapontamento” e “Trouxa é Trouxa” atuando também como Produtor.

Em março de 2010 passou a integrar no grupo de Basto do Acordeon onde fez varia apresentações na Capital João Pessoa e permaneceu ate junho de 2011 onde se decidiu montar sua carreira solo.

Em outubro de 2010 marcou com uma apresentação na programação do Circuito Cultural das Praças no bairro Cidade Verde também patrocinado pela Fundação Cultural de João Pessoa.


Em 2011  o cantor João Gonçalves voltou a gravar mais 07 (sete) musicas de sua autoria foram elas “Boa de Buraco” – “Estela e a Tacacá” – “To Vivo” – “Mania de Mulher Burra” –  “Grude de Goma” – “O Boy que Virou Boi” – “É Muita Areia” atuando também como Produtor.

Em 2011 Edson Azevedo gravou seu segundo trabalho em CD com 14 faixas e todas as letras de sua autoria intitulada “Saudade de Minha Terra” onde o autor cultiva mais ainda a cultura do forró de raiz.

Em 2011 participou na cidade de Cabedelo no projeto do Governo Estadual – Fogueira da Cultura.

Em 2011 participou da programação do São João nos Mercados patrocinado pela Fundação Cultural de João Pessoa no mercado publico  do Bessa.

Também em 2011 participou da programação do São João nos Mercados patrocinado pela Fundação Cultural de João Pessoa no mercado publico de Mangabeira.

João Pessoa, 28 de julho de 2011.

____________________________







Pastoril Profano encerra temporada no Teatro Santa Roza neste domingo.

Após três meses de sucesso e recorde de público, o espetáculo o “Pastoril Profano – um verão circense”, ou simplesmente “Deus tomara que não chova”, se despede do palco do Teatro Santa Roza da Funesc e realiza suas últimas apresentações. Durante toda a temporada, o grupo já realizou 40 apresentações, com mais de 22 mil pessoas que assistiram ao espetáculo. Neste fim de semana quem for assistir ao espetáculo e comprar o ingresso na bilheteria do teatro vai ganhar um brinde especial. “Tratamos nosso público com carinho”, comenta Edílson Alves, diretor da Cia Paraibana de Comédia, responsável pela montagem.
Tradicionalmente há oito anos consecutivos a companhia paraibana de comédia realiza sua temporada de verão com nova montagem do espetáculo Pastoril Profano. Este ano não seria diferente. Para completar 19 anos de sucesso, o grupo ficou em cartaz no Teatro Santa Roza, com apresentações sempre de quinta a domingo às 20h.
A mais nova montagem do pastoril profano tem o circo como cenário, em uma homenagem aos grandes mestres dos picadeiros. Tudo se passa em baixo de uma lona. É o “Pastoril Profano – um verão circense”, ou simplesmente “Deus tomara que não chova” Esta versão se passa no circo que é uma expressão artística, parte da cultura popular, que visa a diversão e o entretenimento dos espectadores e conta  a  história de  seu  Arlindo  Sorriso, o palhaço  dengoso, que  resolve  fazer  um  pastoril  diferente, com  dançarinas  novas, outras  performances  e  sendo  assim  abre  inscrições  para  toda  a  cidade, não querendo  as  antigas  pastoras. Com isso cria-se uma revolta das antigas que resolvem arquitetar um plano para pegar o palhaço Dengoso. Elas se disfarçam de outros personagens que, na verdade, fazem parte do repertório teatral da Companhia, a exemplo das Fãs de Roberto Carlos, As Malditas e as Coroas. Com isso conseguem enganar o velho Dengoso e ele se vê obrigado a fazer o Pastoril Profano com as antigas pastoras.
Habilidades como mágicas de fazer aparecer cobras, atiradoras de facas, macacas amestradas e leoas adestradas são a graça e o lúdico presente nesta montagem. A platéia por sua vez estará cada vez mais interativa com o espetáculo, marca registrada da companhia paraibana de comédia.
Na segunda parte ou segundo ato do espetáculo estão os dois cordões, cada um comandado pela Mestra (cordão encarnado) e Contramestra (cordão azul). Também entra em cena Diana, vestida metade azul, metade encarnado. O Velho, conhecido como Dengoso, mas que toma diversos apelidos é uma espécie de bufão, de palhaço de circo, que comanda as jornadas (cantos das pastoras) e se esparrama em piadas, numa atuação que ressalta o histrionismo e a improvisação. Seus diálogos com as pastoras são cheios de duplo sentido e, com o público, puxa discussão, brincadeiras, faz trejeitos e canta canções adaptadas às suas necessidades.
Sobre o Pastoril – O Pastoril Profano é um gênero popular de representação, diferenciado e que atingiu sua própria forma. Não é questão de involução, mas de interferência dos artistas populares que com os seus espíritos inquietos e brincantes conduzem esses folguedos. “Trata-se de uma companhia de teatro que há 19 anos vem criando, adaptando este folguedo, numa linguagem popular e histriônica, mas que agrada a toda e qualquer platéia que vem ao teatro”, comenta Edílson Alves, diretor do espetáculo e da Companhia Paraibana de Comédia.
A cenografia, os figurinos e os adereços desta montagem são detalhes a parte, criados pelo cenógrafo Nelson Alexandre, faz deste espetáculo a diferença nas cores, as luzes e show de efeitos visuais. A sonoplastia é um grande resgate de músicas clássicas circenses, uma homenagem ao circo de periferia, aos circos de famílias tradicionais, executada por Wagner Nascimento.
O espetáculo tem no elenco estão os atores (Dinarte Silva) Verinha, (Sergio Lucena) Irmã Luzinete, (Alessandro Barros) a Mudinha, Alessandro Tchê (Ceicinha) Billy William (Magali Mel), (Adeilton Pereira) Biuzinha, (Ribamar de Souza), Tia Creuza, (Edilson Alves) o velho Dengoso.
A música ao vivo é feita pelos músicos Milton Lima e Lourenço Molla, contra-regragem de Sebastião Gomes e Geisa de Lourdes, Produção de divulgação Giovanna Gondim, Wagner Nascimento e Antonio Hino. Realização Companhia Paraibana de Comédia.

SERVIÇO

Peça: “Pastoril Profano – Um verão circense” ou “Deus tomara que não chova”
Local: Theatro Santa Roza.
Dias: Quinta a domingo
Horário: 20hs
Preço: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (estudante).
Venda de ingressos: Glan Cabeleireiros ao lado do posto 99 na Av. Epitácio Pessoa e Loja Dom Gabriel – (shopping Sul), Rei do Mate (Shopping Manaira) e Loja Herrero (shopping Tambiá).
Apoio: Funesc.
Maiores informações: 8888-3760 / 3218-4382/3043-6316 -9981-6520
“Se você não for, isso magoa”.


 Clique nos links abaixo e acesse as matérias. 

Gupo de Xaxado Infantil do Renascer

Idealizado pela jóvem Beatriz e criado em 23/06/2007, pela Senhora Ivonete Ferreira - Dona Netinha, que tinha o objetivo de atender a vontade de sua filha e vivenciar as danças folclóricas e populares de nossa Região como o Xaxado, o Coco de Roda, a Dança da Peneira e a Dança Caipira (Cawboy). Hoje somamos 30 participantes registrados e frenquentadores sem prejuízos para o rendimento escolar o que é objeto de observância constante. Anualmente comemoram os festejos juninos com a Quadrilha Infantil do Renascer. Para participar do grupo o jovem deverá ter de 06 a 16 anos e está devidamente matriculado na rede de ensino e frequentando aulas. Só falta voce e os poderes públicos constituídos fazerem sua parte, participando ou convidando o grupo para participar de seus eventos e apresentações artísticas. Ligue 8825-2948 e fale com Dona Netinha.Vejas as Fotos do Grupo. E se voce tem entre 8 e 16 ano e deseja participar, CLIQUE AQUI E FAÇA SUA INSCRIÇÃO PARA O GRUPO
Zé Régis anunciou para construir em 2010 mais não tirou do papel o Teatro prometido aos Artistas do renascer.
Na sessão solene de abertura do período legislativo de 2010 (isso mesmo, 2010), realizada no inicio do ano passado na Câmara Municipal de Cabedelo, o Prefeito Zé Régis leu sua mensagem com as metas da administração para o exercício 2010. Os agentes culturais e artistas do Distrito Renascer ficaram maravilhados com o que ouviram. È que na mensagem do prefeito estava contido, entre outras obras de infra-estrutura, a construção do Teatro do Renascer reivindicado pela classe artística daquela comunidade através de abaixo assinado encaminhado ao chefe do executivo municipal com mais de 200 assinaturas.Leia mais.


A Associação de Moradores de Oceania VI em Cabedelo inscreva para Oficinas de Artes.
A Associação de Moradores de Oceania VI em Cabedelo, estará disponibilizando (gratuitamente) para moradores da comunidade e bairros visinhos, uma OFICINA DE TEATRO. As inscrições poderão serem feitas até 31/01/2011. Inicio previsto para 06/03/2011, com duração de 6 meses, nos domingos a tarde. Leia mais e acesse o formulário de inscrição.

FUNJOPE seleciona monitores para oficinas de artes nos bairros de João Pessoa.

A Fundação Cultural de João Pessoa – FUNJOPE está fazendo a seleção de propostas de profissionais que comporão a programação do Projeto OFICINAS CULTURAIS NOS BAIRROS da capital paraibana. Leia mais.


Fundação Cultural de João Pessoa seleciona atrações artísticas para o carnaval 2011.
A prefeitura municipal de João Pessoa, através da sua Fundação Cultural – FUNJOPE publicou convocatório para inscrição e seleção de atrações artísticas para o carnaval 2011 a ser realizado em fevereiro e março deste ano. A prioridade é promover a circulação de orquestras, bandas e grupos musicais (que possuam em seu repertório o carnaval paraibano e do cancioneiro carnavalesco brasileiro, podendo ser ou não de composições próprias) nos bairros e centro da capital paraibana. Leia mais.


Chico Cesar colocará a cultura paraibana no circuito nacional
A indicação do cantor e compositor Chico César para a secretária de Cultura da Paraíba foi destaque na imprensa nacional. Ele assume a pasta, já afirmando que pretende fazer um levantamento das relevantes manifestações populares do Estado, além do investir na preservação e divulgação da cultura estadual entre a população. Laia mais.

Gostou do que leu? Comente. Compartilhe. Divulgue

RENASCER EM NOTÍCIA

Minha foto

AGUINALDO SILVA - Radialista Profissional - 2.913 DRT-PB, 46 anos, servidor publico, natural de Mulungú-PB, radicado em Cabedelo-PB desde 1988, divorciado, pai de um casal de filho, produtor e ativista cultural, socialista por convicção, militante social, cultural e político em Cabedelo,  blogueiro, escreve no site www.cabedelonarede.com.br e no blog www.renasceremnoticia.blogspot.com
Ama os seres humanos e detesta a desigualdade social. "Se voce é capáz de se indignar com o sofrimento de seu semelhante, somos amigos" Frase de Che Guevara que tem como moldura em sua vida.
Atualmente trabalha na Casa da Cidadania de Cabedelo e busca ativar o movimento cultural do Renascer e interligar em rede, o terceiro setor de Cabedelo.
 
Site: Cabedelo Na Rede : Click aqui Copyright © 2011. Renascer em Notícia - Editado por Rhicardho
Proudly powered by Blogger